Algo para ter em conta

Comentário sobre este artigo

Nada é digno de respeito. Nada é sagrado. Não há absolutos. A humanidade deve seguir seu próprio caminho.

Esta opinião ou ponto de vista amplamente aceito é uma abordagem ateísta e materialista da vida. Se alguém mantiver esta visão, não haverá restrições reais no comportamento. Afinal, quem se importa? Que diferença faz? De acordo com esta visão, não há responsabilidade.

No mundo de hoje, muitas pessoas têm um sentimento de futilidade e uma atitude de desesperança, porque não têm âncora para suas crenças fundamentais. Ao examinar o cenário mundial, você verá os frutos desta abordagem sombria e demente da vida. Não traz felicidade e a falta de absolutos e de respeito pelos outros resulta em um comportamento medonho e em problemas intratáveis.

Há muito tempo, o Deus da Bíblia revelou a Moisés que há algo digno de respeito e reverência. Em Êxodo 20: 7, Deus exigiu que Seu nome fosse honrado quando disse: "Não tomarás o nome do Senhor, teu Deus, em vão; porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão".

Portanto, vemos que devemos honrar e respeitar o nome de Deus, nosso Pai celestial. Em um belo poema acróstico nos Salmos, encontramos as palavras "santo e tremendo é o seu nome" (Salmo 111: 9). A palavra original para "tremendo" significa temer (como em respeito), ou reverenciar ou reverenciar. Jesus disse o mesmo quando ensinava os discípulos a orar em Mateus 6: 9. Ele instruiu Seus discípulos sobre como se dirigir a Deus: "Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome". Significa que devemos ter muito cuidado ao usar o nome de Deus. Não devemos baratea-lo. Não devemos atribuir o nome de Deus a coisas que não lhe pertencem ou a coisas que Ele não aprovaria. 

Imagine que impacto positivo isto teria na sociedade se estes princípios fossem aplicados ao entretenimento, à literatura e às nossas conversas diárias. Eliminaria palavrões na fala e impediria eufemismos que se infiltram em nosso vocabulário. Quão mais positiva seria nossa caminhada diária se mantivéssemos em mente nosso Criador e Seus desejos.

Deus declara ainda: "Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor, teu Deus, te dá" (Êxodo 20:12). Este tipo de respeito pelos pais é decididamente antiquado, admito, mas pense nas maravilhosas lições que poderiam ser aprendidas e na felicidade que isto traria se as famílias fossem construídas sobre esta base sólida. Se os jovens refletissem sobre como suas ações afetam seus pais e protegessem cuidadosamente o nome de sua família, muitos atos tolos e pecaminosos seriam evitados, evitando muita dor, sofrimento e conflito nas famílias.

Existem absolutos? Existe algo em que você pode contar? Sim! O profeta Malaquias foi inspirado quando escreveu: "Porque eu, o Senhor, não mudo" (Malaquias 3: 6).

Enquanto grande parte do mundo atual está à deriva sem uma âncora ou fundamento espiritual, está chegando um tempo em que haverá um modo de vida baseado em ter respeito e reverência pelo Deus da Bíblia e por Seus caminhos. Os que viverem naquela época terão professores que lhes mostrarão como viver. Isaías escreveu sobre isto em sua profecia sobre o Reino de Deus na terra: "E os teus ouvidos ouvirão a palavra que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho; andai nele, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda"(Isaías 30:21).

Estes absolutos estão atualmente em vigor hoje e podem ser aprendidos por quem procura conhecê-los. Nosso livreto principal, Os Dez Mandamentos, explica estes princípios eternos e como aplicá-los em sua vida nos tempos modernos. Peça sua cópia gratuita hoje.