O ópio das pessoas

Jeffrey Fall
Comentário sobre este artigo

O filósofo ateísta Karl Marx, um evolucionista e contemporâneo de Charles Darwin, certa vez chamou a religião de "ópio do povo". Em nossos dias, no entanto, as teorias de Darwin e seus sucessores tornaram-se o "ópio do povo" - arruinando a mentalidade dos educados e sem instrução.

Mesmo sem qualquer semelhança de evidência genuína, incontáveis milhões fizeram uma "religião" de sua fé cega de que a vida se originou de substâncias químicas sem vida e que todos os seres vivos hoje são descendentes de formas de vida primitivas que emergiram do escoamento primordial bilhões de anos atrás. Até mesmo o próprio Charles Darwin expressou surpresa com a rapidez com que as pessoas adotaram suas teorias: "Eu era um jovem com ideias malformadas. Eu questionava, fazia sugestões, imaginava o tempo todo sobre tudo e, para meu espanto, as as idéias levaram como fogo. As pessoas fizeram uma religião delas".

O que Darwin quis dizer quando afirmou que "as pessoas criaram uma religião" a partir de suas teorias? Simplificando: a ideia de que a vida evoluiu espontaneamente da não-vida é uma crença que exige uma fé firme em algo que não tem prova.

"Geração espontânea" descreve uma teoria da origem da vida - a vida que brota dos não-vivos. Os cientistas há muito tempo abandonaram a suposição simplista de que larvas geradas espontaneamente de carne deixavam mercados de carne ao ar livre. Assim que foi descoberto que as moscas estavam colocando seus ovos na carne, a"geração espontânea" foi ridicularizada com desprezo. A falsa religião da evolução, porém, ainda afirma que, em algum momento da história, a geração espontânea deve ter ocorrido. Lá no passado, em eras passadas - de alguma forma, em algum lugar - o primeiro organismo vivo gerado espontaneamente a partir de matéria não viva.

O ganhador do Prêmio Nobel, Dr. George Wald, da Universidade de Harvard, declarou o seguinte: "Basta contemplar a magnitude desta tarefa para admitir que a geração espontânea de um organismo vivo é impossível. No entanto, aqui estamos, como resultado, eu acredito, na geração espontânea".

Falar sobre a fé cega com absolutamente nenhuma prova! Esta foi uma admissão de que a geração espontânea é impossível. Mas este educado vencedor do Prêmio Nobel ainda acreditava!

Deixe-me dar mais um exemplo do absurdo desta fé cega. Tem sido dito que as chances de escolher um número de loteria premiado são de pelo menos um em mil bilhões. No entanto, as chances de geração espontânea dentro do processo evolutivo são como milhares de loterias seguidas. Isto é absolutamente absurdo!

O matemático suíço Charles Eugene Guye calculou uma vez a probabilidade de uma única célula se formar a partir da geração espontânea e do acaso como uma chance em dez para a 160ª potência. Ou seja, dez multiplicando-se por si mesmo 160 vezes - um "1" seguido de 160 zeros. O número um bilhão só tem nove zeros. Tal probabilidade astronomicamente baixa nos diz que as chances são impossíveis.

O matemático francês Denoy também gastou tempo calculando as leis da probabilidade para a formação de uma única molécula complexa a ser formada por puro acaso. Ele calculou que isso exigiria bilhões de anos. Ele concluiu o seguinte: "Uma molécula é inútil. Centenas de milhões de produtos idênticos são necessários. Assim, ou admitimos o milagre ou duvidamos da verdade absoluta da ciência."

Aí o tens! A doutrina da geração espontânea é denominada "impossível" ou "milagre" - ainda que milhões de pessoas ainda queiram acreditar. Para qualquer teoria ser científica e crível, todos os cientistas dizem que ela deve ser reprodutível. Em outras palavras, quando o conceito de gravidade foi articulado pela primeira vez, isso pode ser comprovado pela ação reprodutível de uma maçã ou uma pedra caindo sempre na terra quando deixada cair. Então, se se acredita que os átomos são capazes de se unir pela chance cega de formar moléculas improváveis e complexas, e depois as partes complexas de uma célula viva e ainda depois seres vivos surpreendentemente complexos - sem nenhuma orientação inteligente - então por que é que os cientistas com condições laboratoriais propositais não podem reproduzir até mesmo o início da faísca de vida por geração espontânea no laboratório, uma façanha que eles tentaram por décadas?

Por que tantos preferem acreditar no impossível, em vez de considerar que um Criador inteligente pode ter algo a dizer sobre como orientar suas vidas? O artigo do nosso Mundo De Amanhã "Evolução: fato ou ficção?" explica as falsas idéias de Darwin em um contexto cristão útil. Nossa transmissão " Evolução em Teste " também examina a famosa teoria de Darwin à luz da razão. Não se deixe entorpecer em estupor pelo "ópio" intelectual da falsa teoria evolutiva! Existe um Criador inteligente cuja verdade pode fazer a diferença em sua vida!