Guerra com o mal

Roger Meyer (guest columnist)
Comentário sobre este artigo

Os verdadeiros cristãos estão em guerra e são, portanto, soldados. Os verdadeiros cristãos devem lutar. Mas quem é o inimigo e como deve um cristão lutar?

Embora algumas pessoas possam negá-lo, muitos outros reconhecem que neste momento está ocorrendo uma guerra global contra o cristianismo. Enquanto os líderes das nações ocidentais continuam a se distanciar da moralidade bíblica, os empresários são processados por se recusarem a prestar serviços para casamentos homossexuais contra suas crenças e consciências pessoais. Escolas e faculdades proíbem a oração pública e organizações estudantis cristãs. Um professor é demitido por ter uma Bíblia em sua mesa de aula, ou por expressar sua crença em uma verdade bíblica, mesmo fora da sala de aula. Estudantes do sexo feminino são forçadas por seus administradores escolares a usar banheiros que estudantes do sexo oposto também podem usar sob o disfarce de que eles “identificam” como mulheres. Um pregador é demitido de seu trabalho no governo por pregar em particular em sua igreja o que a Bíblia diz sobre a homossexualidade.

A perseguição física dos cristãos professos está ocorrendo nas nações do Oriente Médio e do Oriente, pois muitos são impedidos de realizar serviços religiosos ou proclamar publicamente sua mensagem. Alguns são forçados a se converter ao islamismo ou sofrem a consequência de serem expulsos, presos, torturados e mortos.

Muitos estão familiarizados com o hino processional, "Para frente, soldados cristãos," composto por Arthur Sullivan em 1871. O hino foi incluído em uma multidão de hinos de igrejas por décadas, mas em décadas mais recentes algumas denominações excluíram o hino, talvez porque não foi considerado "politicamente correto". Mas os conceitos expressos pelo hino são harmoniosos com a Bíblia.

Os verdadeiros seguidores de Jesus Cristo estão em guerra contra o mal e são, portanto, soldados. Como assim? O verdadeiro cristão é um "soldado de Jesus Cristo"! O apóstolo Paulo diz ao jovem evangelista Timóteo para “Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo” (2 Timóteo 2: 3) e não se envolver com os assuntos desta vida para agradar a quem o alistou “como bom soldado”(V. 4). Paulo usou este termo em várias epístolas, chamando tanto Epafrodito e Arquipo como “companheiro nos combates” (Filipenses 2:25, Filemom 1: 2).

Mas o verdadeiro soldado cristão que segue a Jesus Cristo, embora seja carne e sangue, não “guerreia segundo a carne”. Jesus explicou que Seu reino não é deste mundo - se fosse, Seus servos lutariam (João 18:36) . As “armas” do verdadeiro soldado cristão não são armas físicas como espadas ou espingardas, mas armas espirituais que são “poderosas em Deus, para destruição das fortalezas;  destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo... ”(2 Coríntios 10: 3–5).

Na epístola à igreja em Roma, Paulo, usando a mesma analogia, descreve a batalha espiritual na mente, pois sua natureza humana “batalha contra” a “lei do seu entendimento” (Romanos 7:23). O espírito de Deus escreve a lei de Deus em nossos corações e mentes (Hebreus 10:16, Jeremias 31:33). Lutar contra pensamentos e tentações erradas inspiradas por Satanás é a luta cristã que um soldado de Jesus Cristo deve travar.

Como Paulo disse a Timóteo, devemos “travar a boa guerra” (1 Timóteo 1:18), e como Pedro escreveu: “Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma …” (1 Pedro 2:11).

A "armadura de Deus" é descrita em Efésios 6. Um soldado deve " Revesti-vos de toda a armadura de Deus... para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo". Porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais”. A armadura é“… verdade… justiça… o evangelho… fé… salvação… o Espírito, que é a palavra de Deus”(vv. 11-17). Isto capacita o verdadeiro soldado cristão a travar a guerra cristã contra o mal.

Para ser um soldado melhor de Jesus Cristo, leia o artigo “Você realmente significa algo?” E o livreto O que é um cristão verdadeiro?